Fisioterapia – Tratamento Doença de Huntington

As células cerebrais são as principais prejudicadas para os portadores da Doença de Huntington. Por ser uma patologia ocasionada por questões genéticas, a probabilidade de que alguém adquira aumenta quando algum família possui o histórico positivo em relação a ela. Além disso, as funções motoras também sofrem alterações.

O desenvolvimento da doença fica a cargo dos casos anteriores que tenham ocorrido em pessoas da mesma família. Quanto maior o número de incidências, maiores são as chances de tê-la e mais rápido pode se desenvolver. Entretanto, seus sintomas são comuns aos 30 e 40 anos.

Caso um pai tenha o problema, as chances de que o filho também adquira o gene da doença chega a 50%. Os sintomas são nítidos, uma vez que as mudanças de comportamento se tornam frequentes, podendo fazer com que ocorram problemas de movimento e distúrbios comportamentais que vão se intensificando à medida que a idade avança.

Fisioterapia para a Doença de Huntington

Os tratamentos fisioterápicos visam à redução dos principais sintomas da Doença de Huntington, visto que não há cura. No entanto, o fisioterapeuta auxilia o paciente a ter uma vida independente, possibilitando uma melhor qualidade de vida. Consequentemente, os problemas motores e mentais são amenizados, embora seja uma doença degenerativa.

A Central da Fisioterapia  possui profissionais especializados em fisioterapia ortopédica e neurológica capazes de cuidar de pacientes que estejam com a Doença de Huntington. Os tratamentos são realizados em domicílio, com a finalidade de preservar o conforto do lar. Para saber como são nossos serviços entre em contato conosco. Será um prazer atendê-lo.

Solicite uma ligação de nosso Atendimento
(inclusive aos fins de semana)