Fisioterapia - Tratamento Piomiosite

Saiba mais sobre Piomiosite

A Piomiosite é uma doença infecciosa que atinge a musculatura esquelética, que normalmente tem origem hematogênica, ou seja, pode ser transmitida pelo sangue. Essa patologia é mais comum em países tropicais, por conta deste motivo pode ser chamada também de Piomiosite Tropical. Sua ocorrência acomete, geralmente, em dois grupos de pacientes: crianças dos 2 aos 5 anos, e em jovens e adultos entre 20 e 45 anos. O diagnóstico da doença é feito através de exames e imagens, como o ultrassom.

Os fatores que levam a essa infecção são diversos, sendo os mais diagnosticados:

  • Imunidade do organismo: portadores de HIV, diabetes, doenças malignas, cirrose, usuários de imunossupressores, pacientes transplantados e insuficiência renal.
  • Drogas Injetáveis: São agregadas com bacteremia, por consequência, com a piomiosite.
  • Traumas: 50% dos casos de piomiosite tem descrição de traumas na evolução da doença. Há casos descritos em atletas que praticam exercícios em excesso extremamente vigoroso, o que demonstra a participação da lesão muscular na patogênese da piomiosite. 

Os pacientes dessa síndrome apresentam um quadro febril acompanhado com uma dor muscular. É mais comum que afete os membros inferiores como coxa, panturrilhas e glúteos. Porém ela pode ocorrer em qualquer outro músculo, como o da pelve e tronco. Ela apresenta 3 estágios, sendo eles:

  • Estágio 1: Equivale a 2% dos casos. Os pacientes exibem a dor localizada, febre baixa e edema, podendo demonstrar poucos sintomas, mas a zona detectada pode-se observar certo "endurecimento". Nessa fase o tratamento com antibióticos é essencial.
  • Estágio 2: Presente em 90% dos casos. Ocorre entre a segunda e terceira semana após o início dos sintomas. Caracteriza-se por muita febre e aumento da sensibilidade muscular. Pode apresentar um aspecto purulento de pus no músculo, que auxilia no diagnóstico da doença.
  • Estágio 3: O paciente já se encontra praticamente séptico. O músculo apresenta área de flutuação, e complicações são comuns, endocardite, choque séptico, pericardite, abscesso cerebral e insuficiência renal aguda.

O tratamento da Piomiosite pode ser efetuado através de antibióticos. Nos estágios 2 e 3 acontece, geralmente, a internação do paciente para uma drenagem e antibióticos mais apropriados. Pacientes que recebem alta do hospital continuam a passar por tratamentos para recuperar algumas movimentações.

Um dos tratamentos recomendados para toda faixa etária, é a fisioterapia articular, que atua em todas as articulações do ser humano, buscando o melhoramento nos tecidos articulares (meniscos, cartilagens, etc) e periarticulares (tendões, músculos, ligamentos, etc). O fisioterapeuta realiza uma avaliação do paciente e das barreiras de cada articulação, são testes para indicar o bom estado funcional ou não da articulação examinada. Realizando manobras de correções manuais passivas, com o objetivo de reposicionar as articulações e recuperar a função correta.

A Central da Fisioterapia realiza atendimento a domicílio em diversos pacientes que sofrem de Piomiosite. Solicite atendimento ou se precisar de mais informações sobre Fisioterapia ou sobre a Central da Fisioterapia, entre em contato conosco, será um prazer atendê-lo.

O que oferecemos nos tratamentos de Piomiosite:

  • Atendimento Domiciliar;
  • Levamos Equipamentos na sua Residência;

  • Fisioterapeutas Especializados;
  • 15 anos de Experiência Domiciliar;

Entre em contato, retornamos em até 1 hora

Procura atendimento domiciliar?
Procura atendimento particular?
Prefiro contato por:

Central de Atendimento

Segunda a Sexta das 08:00 às 19:00 e ao Sábados das 08:00 às 17:00