Fisioterapia - Tratamento Síndrome de Guillain-Barré

Saiba mais sobre Síndrome de Guillain-Barré

Recentes casos relatados em alguns estados do nordeste do Brasil têm mostrado uma doença rara neurológica de origem autoimune que gera a fraqueza muscular generalizada, e em casos mais graves, pode acometer a musculatura respiratória, de modo que impede o indivíduo à respirar, causando a sua morte. O nome dessa síndrome é a Guillain-Barré (SGB).

A causa ainda é desconhecida, mas estudos recentes indicam que a Guillain-Barré está ligada às defesas do próprio organismo. Os anticorpos, devido á um erro, acabam atacando o próprio sistema nervoso periférico, prejudicando a bainha de mielina que recobre os nervos, causando os sintomas dessa patologia. Quando se perde a bainha de mielina que recobre os nervos, estes ficam agravados e isto o impede de transmitir o sinal para os músculos, ocasionando a sensação de formigamento e fraqueza muscular nos braços e pernas, por exemplo.

Os sinais e sintomas da Guillain-Barré podem progredir rapidamente ao longo do tempo, podendo gerar no indivíduo a paralisia em menos de três dias. Outras manifestações dessa síndrome podem ser:

  • Dor nas costas, coxas e quadris;
  • Perda da sensibilidade ou formigamento nas pernas e braços;
  • Fraqueza muscular, acometendo as pernas, braços, músculos da boca e da face, o que acaba prejudicando a alimentação e a fala;
  • Dificuldades de controlar fezes e urina;
  • Coração acelerado e palpitações no peito;
  • Problemas para engolir e para respirar;
  • Ansiedade, desmaio, medo e vertigem.

Em caso de suspeita da Guillain-Barré é importante ir rapidamente ao hospital mais próximo ou á um neurologista, relatando ao especialista onde dói, a intensidade da dor, a característica, quando ela diminui e aumenta, a frequência e o que alivia e piora o incômodo.

O diagnóstico é confirmado por meio de exames como punção lombar, ressonância magnética da coluna, exame de sangue e eletromiografia. Se for verificado que o paciente é portador da síndrome, o mesmo deve permanecer internado no hospital para ser devidamente tratado e acompanhado, pois se essa patologia não for assistida rapidamente, pode causar o óbito do indivíduo.

A síndrome de Guillain-Barré não tem cura, mas existem métodos capazes de reduzir os sinais da doença. Grande parte dos pacientes recebe alta hospitalar após quatro semanas, mas dependendo de cada pessoa o prazo de total melhoria pode levar meses ou até mesmo anos.

O tratamento é feito inicialmente pelo hospital, mas após a alta é essencial continuar o acompanhamento realizando sessões de fisioterapia. O profissional é de extrema importância, pois realiza exercícios diários para estimular a movimentação das articulações, melhorar a amplitude dos movimentos, manter a força muscular e prevenir complicações circulatórias e respiratórias. A principal meta do fisioterapeuta é ajudar o paciente a ter novamente a sua independência com o objetivo de melhorar sua qualidade de vida, já que ele perde a maioria de seus movimentos.

Se o paciente encontra-se internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e está respirando com ajuda de aparelhos, o fisioterapeuta também o auxilia para garantir a oxigenação necessária, e o mesmo continua atuando no tratamento do indivíduo por um ano ou mais, pois isso depende do progresso de cada pessoa.

Central da Fisioterapia possui atendimento domiciliar para pacientes portadores da síndrome de Guillain-Barré. Solicite atendimento ou se precisar de mais informações sobre Fisioterapia ou sobre a Central da Fisioterapia, entre em contato conosco. Agende uma pré-avaliação via telefone. Será um prazer atendê-lo!  

O que oferecemos nos tratamentos de Síndrome de Guillain-Barré:

  • Atendimento Domiciliar;
  • Levamos Equipamentos na sua Residência;

  • Fisioterapeutas Especializados;
  • 15 anos de Experiência Domiciliar;

Entre em contato, retornamos em até 1 hora

Procura atendimento domiciliar?
Procura atendimento particular?
Prefiro contato por:

Central de Atendimento

Segunda a Sexta das 08:00 às 19:00 e ao Sábados das 08:00 às 17:00