Sintomas da deficiência de Vitamina D

Antigamente, a importância da vitamina D não era muito relatada e, por isso, muitas pessoas não conheciam seus benefícios. Nos dias de hoje, com os avanços da tecnologia, diversos cientistas descobriram que a vitamina D é fundamental para os ossos e ainda é capaz de ajudar no tratamento de algumas patologias.

Quando há deficiência dessa vitamina no organismo, o indivíduo passa a ter mais tendência a quedas, isso porque os músculos esqueléticos ficam mais fracos e, para funcionarem de forma correta, os seus receptores devem ser suportados pela vitamina D, ou seja, o corpo não trabalha como deveria sem a quantia da vitamina adequada.

A falta de vitamina D pode causar problemas cardiovasculares, pois se eleva o nível da hipertensão, doença cardiovascular periférica, hiperlipidemia, doença arterial coronariana, insuficiência cardíaca, infarto miocárdio e AVC.

O sistema imunológico da pessoa também fica baixo quando não há vitamina D o suficiente no organismo, o que pode motivar gripes, resfriados constantes e doenças respiratórias, como a asma, por exemplo.

As crianças que não recebem a quantidade certa de vitamina D diariamente têm mais chances de desenvolver diabete e raquitismo, que é o amolecimento dos ossos e deformidades ósseas, o que pode complicar tanto na infância quanto em sua fase de crescimento.

A esquizofrenia e depressão estão relacionadas à falta de vitamina D no corpo, pois o indivíduo precisa satisfazer o seu receptor de vitamina D em todo o cérebro para a manutenção e o bom funcionamento da função mental na vida adulta.

Além dessas patologias, a deficiência de vitamina D também pode ser o motivo de câncer, doenças infecciosas (otite média, pneumonia, infecções urinárias, hepatite B, hepatite C e tuberculose), osteoporose, espasmo muscular, artrite reumatoide e dores articulares.

Os alimentos ricos em vitamina D são:

  • Ovo;
  • Salmão;
  • Leite;
  • Óleo de fígado de bacalhau;
  • Fígado de galinha;
  • Sardinha;
  • Arenque;
  • Ostra;
  • Suco de laranja;
  • Atum;
  • Cogumelo.

Para medir o nível de vitamina D no organismo basta realizar um exame de sangue. Se estes sintomas se manifestarem o recomendável é procurar seu médico.

A Central da Fisioterapia conta com um amplo quadro de profissionais especializados em várias áreas da fisioterapia para realizar o tratamento adequado no conforto de sua casa. Conheça nossos serviços e agende já a sua consulta através da nossa central de atendimento, será um prazer atende-lo!