27 de Novembro é o Dia Nacional de Combate ao Câncer

Em dezembro de 1988 o dia 27 de Novembro foi instituído, pelo Ministério da Saúde, como o Dia Nacional de Combate ao Câncer.

A data é uma boa ocasião para que as entidades de combate ao câncer, como o INCA e o GRAACC, sejam lembradas pela grande importância que têm. Também é muito importante para essas entidades e para toda a população a mobilização na luta contra o câncer.

Câncer é um conjunto de doenças que se desenvolvem a partir do crescimento desordenado de células que penetram nos órgãos e tecidos e podem se espalhar para outras partes do corpo.

Estas células, em alguns casos, são muito agressivas e difíceis de ser controladas, pois podem se dividir rapidamente e assim são formados os tumores (muitas células cancerosas) ou as neoplastias malignas. Em outros casos, um tumor benigno é apenas uma massa de células que se localiza em um lugar e multiplica-se devagar, sendo dificilmente um risco de vida.

As causas do câncer podem vir de dentro ou de fora do organismo e estão relacionadas, 80% a 90% dos cânceres estão ligados a fatores ambientais e são chamados de cancerígenos. Os idosos estão a mais tempo expostos aos fatores de risco, por isso os índices de cânceres malignos nesses são maiores. 

Os fatores de risco podem ser ambientais:

- Água, terra e ar;

- Indústrias químicas e relacionadas;

- Alimentos e medicamentos;

- Estilo e hábitos de vida.

E também podem ser genéticos, porém são mais raros. 

Os cânceres mais comuns são:

- Câncer de mama;

- Câncer de próstata;

- Câncer de pulmão;

- Câncer de pele;

- Leucemia (câncer no sangue).

O tratamento pode ser feito por meio de cirurgia, radioterapia, quimioterapia ou transplante de medula óssea. Em muitos casos, é necessário combinar mais de uma modalidade.

A prevenção contra o câncer, principalmente os que derivam de fatores ambientais, não é complicada. Algumas dicas são:

- Não fumar;

- Uma alimentação saudável a base de frutas, legumes, verduras, cereais, salgados e enlatados, ajuda a diminuir os riscos em pelo menos 40%. Ingerir gorduras vegetais como o azeite e o óleo de soja e de girassol, desde que não sejam expostas a temperaturas altas, também pode ser muito bom;

- Consultar um médico em períodos de 6 em 6 mesmes para que os exames de prevenção sejam realizados;

- Não se expor ao sol, principalmente nos horários entre as 10h e as 16h;

- Praticar exercícios físicos;

- Não ingerir bebidas alcoólicas ou pelo menos limitar a quantidade;

- Realizar higiene bucal diariamente e consultar com frequência um dentista.

A Fisioterapia Oncológica em pacientes com câncer que tenham chances de cura tem como objetivo preservar, manter, desenvolver e restaurar a integridade funcional de órgãos e sistemas, assim como prevenir os distúrbios causados pelo tratamento oncológico. Os tratamentos fisioterapêuticos adotados dependerão do tipo de câncer, do local que esse se instalou e do paciente, principalmente de seu sistema imunilógico.

A fisioterapia tem início já no pré-operatório com o objetivo de preparar o procedimento e diminuir as complicações. 
Durante o período de internação o objetivo é prevenir, minimizar e tratar complicações respiratórias, motoras e circulatórias. As dores são as maiores queixas dos pacientes, o fisioterapeuta tem o objetivo de controlar as dores e tratar o paciente em todas as etapas da doença.

Central da Fisioterapia realiza atendimento para reabilitação de pacientes que tiveram ou têm câncer. Solicite atendimento ou se precisar de mais informações sobre Fisioterapia ou sobre a Central da Fisioterapia entre em contato conosco. Agende uma pré-avaliação via telefone. Será um prazer atendê-lo! 

 

Agradecemos pela leitura!

Atenciosamente,

Equipe Central da Fisioterapia