01 de Dezembro é o Dia Mundial de Luta Contra a Aids

No dia 01 de Dezembro é celebrado o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, instituído pela Assembleia da Organização Mundial de Saúde, de 1987, que contou com o apoio da ONU. No Brasil, passou a ser adotada em 1988, através de uma portaria do Ministério da Saúde.

AIDS ou Síndrome da Imunodeficiência Adquirida é uma síndrome causada pelo vírus HIV que aflige o sistema imunológico, pois destrói os glóbulos brancos. É um dos maiores problemas da atualidade, devido ser pandêmica e grave.

Os sintomas são bem parecidos aos de um mal estar, porém às vezes manifestam-se com mais intensidade e de acordo com a resposta do organismo de cada pessoa.

Os sintomas que mais se manifestam e que surgem de 2 a 4 semanas depois que o vírus é contraído são:

- Manchas na pele;

- Calafrios;

- Dores de Cabeça e de garganta;

- Ínguas;

- Febre constante;

- Dores musculares.

O teste ELISA é o exame específico para identificar a AIDS e registra que a pessoa está infectada 20 dias após o contato de risco. Se após três meses o exame for negativo, não existe mais a necessidade de repetir o exame naquele período, pois significa que não houve infecção pelo vírus HIV. As mulheres devem realizar um teste antes de engravidar.

Um teste laboratorial, feito em qualquer Posto de Saúde, permite que o resultado saia em algumas horas após a coleta de sangue.

A transmissão do vírus HIV tem como canal o contato com as mucosas ou alguma área ferida do corpo, através de uma penetração sexual desprotegida, uso de agulhas ou produtos sanguíneos infectados e, da mãe infectada para o feto durante a gestação e o parto. Em ambiente externo, o vírus sobrevive só por alguns minutos.

A síndrome não é transmitida por:

- Beijo;

- Abraço;

- Aperto de mão;

- Alicates de unha;

- Suor;

- Lâminas de barbear;

- Uso de banheiros públicos;

- Picadas de mosquito.

Ainda não se sabe se a transmissão pode ser feita através do sexo oral, porém algumas pessoas já se infectaram ao engolir esperma, por isso o sexo oral também tem que ser com uso de camisinha.

A partir de 1995 o coquetel (associação de vários remédios diferentes), começou a ser prescrito para os portadores do vírus HIV e foi nesse momento que a AIDS deixou de ser fatal e transformou-se em uma doença crônica de possível controle. Atualmente, desde que com tratamento, pessoas portadoras do vírus vivem por um longo período e por vezes até o fim da vida.

Porém o coquetel tem alguns efeitos colaterais em alguns pacientes como:

- A redistribuição da gordura pelo corpo. O paciente emagrece muito e fica com acúmulo de tecido adiposo no abdômen;

- Diarreia;

- Enjoos;

- Tonturas;

- Provoca danos no fígado e rins;

- Aumenta-se o risco de doenças coronarianas.

A prevenção da síndrome é feita com o uso de camisinha nas relações sexuais e é a maneira mais eficaz. As gestantes devem fazer o teste de HIV durante todo o pré-natal e se o vírus for detectado o tratamento será iniciado imediatamente, para que o vírus não seja transmitido para o feto. Hoje é possível uma mulher infectada dar à luz um bebê saudável e sem vírus.

A fisioterapia é muito importante no tratamento das doenças infecto contagiosas. A Fisioterapia Respiratória ajuda no controle e na prevenção, mas não melhora doenças respiratórias associadas ao HIV. As doenças vão surgindo conforme o organismo vai ficando frágil. 

Em casos mais graves, a Fisioterapia Motora atua com exercícios e alongamentos específicos para que o paciente não perca totalmente os movimentos devido à debilitação.

Central da Fisioterapia realiza atendimento para tratar complicações causadas pela AIDS. Solicite atendimento clicando no botão abaixo ou se precisar de mais informações sobre Fisioterapia ou sobre a Central da Fisioterapia entre em contato conosco. Agende uma pré-avaliação via telefone. Será um prazer atendê-lo!

Agradecemos pela leitura!

Atenciosamente,

Equipe Central da Fisioterapia