A fisioterapia no Mal de Parkinson

O tratamento de fisioterapia para o Mal de Parkinson tem um papel de extrema importância para o indivíduo portador dessa patologia, pois o fisioterapeuta proporciona melhorias no estado físico, tendo como meta principal o incentivo às atividades diárias e restauração da função.

O profissional de fisioterapia deve trabalhar os principais objetivos para cada tipo de paciente, sendo eles:

  • Precaução de quedas;
  • Manutenção ou extensão de movimento;
  • Diminuição das limitações causadas pela lentidão dos movimentos, rigidez e alterações posturais;
  • Aperfeiçoamento do equilíbrio, coordenação e marcha.

Após a realização de uma avaliação do indivíduo, o fisioterapeuta estabelece condutas a curto, médio e longo prazo, com o propósito de melhor a qualidade de vida de cada paciente. Os exercícios mais indicados são:

  • Alongamentos: O fisioterapeuta auxilia a pessoa com alongamentos apropriados, visando a manutenção das amplitudes articulares. É recomendado o alongamento da perna, cintura escapular/pélvica, braços e tronco.
  • Equilíbrio e Coordenação: Atividades de levantar, sentar, rodar, inclinar o corpo, vestir-se, pegar objetos e exercícios com diversas direções e velocidades são recomendáveis, pois isso facilita a independência do indivíduo.
  • Atividades posturais: Devem ser executados buscando a extensão do tronco, para que a coluna da pessoa fique correta, melhorando a postura e aliviando as dores na região.
  • Treinamento de marcha: Corrige e evita a marcha arrastada através de passos maiores e o aumento dos movimentos dos braços e tronco. Andar sobre obstáculos, caminhar para frente, para o lado e para trás são alguns dos exercícios proporcionados pelo fisioterapeuta.
  • Fisioterapia Aquática: As atividades na água são bastante saudáveis, pois auxilia a redução da rigidez, o que acaba facilitando o movimento, caminhada e trocas de postura.

Apesar do tratamento com remédios seja o principal meio de luta contra o Parkinson, a fisioterapia também pode contribuir para a melhoria da qualidade de vida, amenizando o tremor e realizando exercícios que estimulam as funções motoras.

A Central da Fisioterapia possui atendimento domiciliar para pacientes portadores do Mal de Parkinson. Solicite atendimento ou se precisar de mais informações sobre Fisioterapia ou sobre a Central da Fisioterapia, entre em contato conosco. Agende uma pré-avaliação via telefone. Será um prazer atendê-lo!